SONHO DE CONSUMO - JEEP WAGONEER E GRAND WAGONEER



No penúltimo post apresentei a quinta geração do Jeep Grand Cherokee e então disse que a inspiração foi no conceito Grand Wagoneer. Mas este ganhou a versão definitiva e também vai fazer parte da linha Jeep, posicionando-se acima do Grand Cherokee. 

Só que, ao contrário do Grand Cherokee para o Cherokee, as versões Wagoneer e Grand Wagoneer têm as mesmas medidas de carroceria: 5,45 metros de comprimento, 2,12 m de largura, 1,92 m de altura e 3,12 m de distância entre-eixos. 




Grand Cherokee

Os dois utilitários esportivos de luxo se diferem nos detalhes e no requinte. No primeiro caso, frente e traseira são ligeiramente diferentes de uma versão para outra. O Wagoneer é mais esportivo e tem a grade de sete fendas e os faróis mais largos, para-choque dianteiro mais aberto, nome do modelo no capô e lanternas traseiras horizontais mais trapezoidais e área da placa de licença menor. Já o Grand Wagoneer tem perfil luxuoso, grade mais estreita e cromada, para-choque dianteiro mais carenado, nome do modelo na grade, lanternas traseiras mais retas, área da placa maior e com base cromada e teto preto. Em comparação com o Grand Cherokee, os Wagoneers têm grade, faróis e tampa do porta-malas mais planos. Já a base da última janela lateral traseira dos modelos maiores é ascendente e as colunas da área envidraçadas são mais largas.



Por dentro, o Grand Wagonner traz sete telas, que já estavam no conceito: quatro na frente (quadro de instrumentos, tela multimídia central, comandos do ar condicionado abaixo e tela multimídia acima do porta-luvas) e três atrás (apoio de braço central no banco traseiro para ajustar o ar condicionado e duas telas de entretenimento atrás dos bancos dianteiros), além de bancos traseiros climatizados e de regulagem elétrica. Já o Wagoneer só traz o quadro de instrumentos e a tela multimídia central no painel. Em comparação com o Grand Cherokee, o painel do Wagoneer tem saídas de ar ao redor da tela multimídia embutida enquanto o outro tem saídas acima da tela flutuante. Além disso, o volante do SUV mais luxuoso tem dois braços e ambos os Wagoneers oferecem espaço para até oito passageiros. 

Wagoneer

Grand Wagoneer

Grand Cherokee

O sistema multimídia dos dois modelos tem espelhamento sem fio com Android Auto e Apple Car Play, internet nativa 4G LTE, carregador de smartphones por indução e 11 entradas USB na cabine. Os dois modelos trazem recursos de assistência à condução, como controle de cruzeiro adaptativo, sensor de pontos cegos, alerta de tráfego cruzado traseiro, alerta de mudança involuntária de faixa com correção ativa do volante e frenagem autônoma de emergência com detecção de pedestres e ciclistas.


Para agradar os consumidores norte-americanos, a linha Jeep Wagoneer chegará ao mercado inicialmente somente com motores V8, de 5.7 litros no Wagoneer e 6.4 litros no Grand Wagoneer. No modelo “de entrada”, são 397 cv de potência e 55,9 kgfm de torque. Há ainda sistema híbrido-leve de 48V, que permite desligar o motor com o SUV em movimento e recuperar energia em frenagens, além de disponibilizar 18 kgfm imediatos em acelerações.

Já o V8 do Grand Wagoneer não possui nenhum sistema de assistência elétrica e gera 478 cv de potência e 62,9 kgfm de torque. Para poupar combustível, há sistema de desativação de cilindros. Em ambos, o câmbio é automático de oito marchas e a tração, integral permanente ou 4×4 com reduzida. Já em pré-venda no site oficial da marca nos Estados Unidos, a linha de SUVs tem preços entre 68.590 e 86.665 dólares para o Wagoneer, e 88.795 e 103.995 dólares para o Grand Wagoneer.



O nome Wagoneer não é inédito. Foi usado em um modelo fabricado pela antiga Willys, depois AMC, com o mesmo estilo estrutural de carroceria entre 1962 e 1991. Na verdade, sucedeu o modelo equivalente à nossa Rural Willys e deu lugar à primeira geração do Cherokee comum. A primeira geração tinha até a grade vertical, que lembrava as primeiras Rural importadas, e faróis duplos. Depois passou a ter grade horizontal cromada com faróis redondos e depois com faróis quadrados. O Grand Wagoneer também existiu na antiga versão e, tal como agora, era uma opção mais luxuosa, lançada em 1984, com acabamento aparentando madeira na carroceria. O estilo e o nome Grand Wagoneer foi repetido em uma versão do Grand Cherokee em 1994. 
 

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO, COM INFORMAÇÕES DA CARRO
FOTOS: DIVULGAÇÃO 





Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem