Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 31 de maio de 2014

LANÇAMENTO - NISSAN MARCH 2015

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO 


O March foi lançado no Brasil em 2011 e anunciado pela Nissan com toda a pompa como o primeiro popular japonês. A pretensão era tomar a liderança de então quase 25 anos do Volkswagen Gol.

A marca japonesa só não contava com o desentendimento político-econômico entre o Brasil e México - antiga origem do compacto que na Europa é chamado de Micra - logo na época da sua chegada. Para resolver o impasse foi criada uma cota de importação sem impostos entre os dois países. Com tantos veículos vindos do país norte-americano, o March acabou ficando com pouco volume e o sonho de ser líder foi por água abaixo.

Para manter vivo o seu objetivo, a Nissan tratou de construir uma nova e moderna fábrica em Resende, no sul do estado do Rio, que vai produzir, além do March, o sedã Versa. O monovolume Note, infelizmente, foi descartado para substituir a Livina.

Unidade inaugurada foi preciso um diferencial para marcar a nova vida carioca (fluminense, para ser mais correto) e, assim, o March foi parcialmente reestilizado, mudando a frente e o interior. Mesmo mantendo a estrutura básica da carroceria, o modelo 2015 foi chamado exageradamente de New March.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

NO MERCADO - PEUGEOT 3008 2015


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO
DADOS DE TESTE: REVISTA CARRO


Minivan metida a utilitário esportivo, o Peugeot 3008 já está de cara nova no Brasil. E só a cara mesmo. Mudaram os faróis - que ficaram mais recortados com luzes diurnas em LED - e principalmente a grade, que trocou o "aparelho dentário" por uma moldura com o nome Peugeot no topo e três frisos cromados. O brilho no metal também está presente na moldura dos faróis de neblina. O emblema do leão ficou com o novo estilo e emoldurado no capô apenas pelos vincos ao seu redor. O objetivo foi padronizá-lo com a atual identidade estética da marca francesa.

sábado, 24 de maio de 2014

HISTÓRIA - VOLKSWAGEN SANTANA 30 ANOS NO BRASIL



TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO

Ele nasceu sedã de luxo, foi policial, morreu táxi e quase ressuscitou como compacto. O Santana completou 30 anos no Brasil com uma história de requinte, inovação e também decadência.

1a Geração - 1984 a 1991



Sua trajetória começa em 1984, quando a Volkswagen, que carrega no nome o lema "O Carro do Povo", pretendeu fabricar no nosso país o primeiro modelo de luxo da marca. O Passat - que o antecedeu, mas conviveu com ele durante cinco anos - estava muito velho para enfrentar concorrentes modernos como Monza e Del Rey.

A solução foi produzir a versão sedã da segunda geração do Passat, lançada quatro anos antes na Europa. A tal variação três volumes, que surgiu um ano depois, era chamada de Santana, região montanhosa californiana que tem um vento forte, quente e seco. A matriz da VW tem o hábito de batizar os seus carros fazendo alusões a correntes de ar (Passat, Scirocco, Vento e Bora). E o nome Santana também foi adotado aqui no Brasil, onde teve mais sucesso de vendas que no Velho Continente. Lá, ofuscado pelo luxo dos Audis, ele mudou de nome para Passat em 1985 e evoluiu bastante, ao contrário do Santana daqui.

sexta-feira, 23 de maio de 2014

COMPARATIVO - HONDA FIT X HATCHES COMPACTOS PREMIUM


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO
DADOS DE TESTE: REVISTAS QUATRO RODAS E CARRO (PUNTO)


Totalmente renovado no Brasil, o Honda Fit já vai participar do seu primeiro comparativo aqui no Guscar. Mas contra quem? Lançado em 2003 como um monovolume, ele foi ficando mais esportivo e também caro a cada geração.

Nesta terceira o Honda está mais próximo em estilo, preço e mercado dos hatches compactos premium do que dos monovolumes compactos como Fiat Idea, Nissan Livina e Citroën C3 Picasso. Aliás, compará-lo com estes três (já cansados) modelos chega a ser covardia, pois fica nítida a sua modernidade. Um bom adversário no seu porte seria o Kia Soul, mas este aguarda a nova geração no Brasil, que deve chegar até julho. Quando chegar, farei o duelo que já aconteceu em 2009.

Por isso, direcionei-o contra os hatches compactos premium. E bota Premium nisso. De compactos eles só têm o tamanho. Os modelos aqui analisados custam no mínimo 55 mil reais e alguns até passam de R$ 60 mil. Os cinco participantes do comparativo (Chevrolet Sonic LTZ 1.6 16v, Citroën C3 Exclusive 1.6 16v, Fiat Punto, Ford New Fiesta Titanium 1.6 e Peugeot 208 Griffe 1.6) feito no ano passado voltam para enfrentar o monovolume que quer ser esportivo.

As versões são as mesmas, exceto a do Punto, que tinha participado com a Essence 1.6 e agora foi de Blackmotion 1.8, atendendo o pedido de alguns leitores. C3 e Punto foram considerados com todos os opcionais. Sonic, Fiesta, Fit e 208 são vendidos em pacote único nas suas versões de topo. As pinturas metálicas não foram incluídas na comparação dos preços. Ah! E todos foram avaliados com câmbio automático (Sonic, C3 e 208), automatizado (Fiesta e Punto) ou o CVT do Fit. o novo desafiante.

A apresentação dos concorrentes será feita em novo formato, mais objetivo, embora mantendo a ordem decrescente de classificação. Houve mudanças de avaliação em relação ao comparativo anterior e elas serão explicadas no tópico do modelo atingido. 

sexta-feira, 16 de maio de 2014

HISTÓRIA - CHEVROLET CORSA: 20 ANOS NO BRASIL


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO



O modelo que sofisticou os então chamados carros populares está completando vinte anos. Se o Uno Mille foi o primeiro 1.0 contemporâneo vendido no Brasil, o Chevrolet Corsa trouxe a tecnologia e a qualidade de acabamento que faltava ao segmento. 


O compacto nasceu na Europa em 1982, através da alemã Opel, e tinha um desenho bem quadrado. Estilo que quase foi lançado aqui, não fosse a insistência bem-sucedida do então vice-presidente da empresa, André Beer, que bateu o pé e conseguiu trazer as linhas arredondadas da segunda geração lançada no velho continente em 1993.

domingo, 11 de maio de 2014

LANÇAMENTO - NOVO HONDA FIT


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


No texto de apresentação do novo Toyota Corolla nacional eu disse que as marcas japonesas atualizam rapidamente os seus modelos no Brasil, ao contrário das quatro tradicionais. Foi citado também no texto que a Honda, de vez em quando, também dá as suas mancadas.

Bem, retiro o que tinha dito a respeito do Civic, pois a Honda já confirmou que o face-lift virá durante a Copa do Mundo. O Fit novo, por sua vez, já tinha sido anunciado no texto do Corolla. E aqui está ele, que chegou ao mercado antes do previsto na matéria escrita em julho do ano passado no Guscar.

sexta-feira, 2 de maio de 2014

PRÉ-ESTREIA INTERNACIONAL - ESPECIAL SALÃO DE PEQUIM - CROSSOVERS DA CITROËN


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


A Citroën botou o pé na lama no Salão de Pequim e apresentou dois utilitários esportivos. Bem, botar o pé na lama foi exagero, já que o compacto C-XR e o luxuoso DS 6WR dificilmente vão se sujar fora do asfalto.

quinta-feira, 1 de maio de 2014

ESPECIAL - AYRTON SENNA: VINTE ANOS DE SAUDADES


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTO: DIVULGAÇÃO


Ayrton Senna da Silva nasceu em São Paulo no dia 21 de março de 1960. Criado pelos pais Milton e Neyde no bairro paulistano de Santana, era o irmão do meio da primogênita Vivianne e do caçula Leonardo.

Um dia, seu Milton construiu um kart com motor de cortador de grama e deu para a filha. Mas a menina recusou e quem acabou ganhando o brinquedo foi o travesso Ayrton, que na época tinha três anos. Claro que o garoto adorou o presente e dirigia tão bem que a família ficou impressionada.