domingo, 30 de dezembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Nunca escrevi tantos comparativos como em 2012. Sem contar a disputa dupla entre os hatches compactos intermediários foram dez. O mais lido foi o segundo do ano, com os sedãs médios (Cruze, Jetta, Civic, Corolla, Elantra, 408 e o vencedor Renault Fluence). Teve mais de 12 mil acessos e muitos comentários polêmicos, contestando o vencedor e os derrotados.

0

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012


Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Desde 1988, quando foi lançado pela primeira vez, o Carrera 4 não pode faltar na oferta do Porsche 911. A versão de tração integral do cupê mais tradicional da marca alemã, lançado em 1963, tarda a aparecer quando o modelo é reestilizado, mas nunca falha.

A nova geração, lançada no ano passado, já tem a sua Carrera 4, que será apresentada no Salão de Paris, na próxima semana. Serão duas versões de carroceria (cupê e cabriolet) e motor (Carrera 4 e Carrera 4S). Ambas possuem câmbio manual de sete marchas, mas têm como opcional o automatizado PDK de dupla embreagem e mesmo número de velocidades.

0

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012


Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação 


Nos últimos dois anos, os três sedãs da Hyundai - Sonata, Elantra e Azera - foram totalmente renovados, ganhando no estilo de suas carrocerias o conceito de escultura fluída. No Brasil, o novo visual está demorando para chegar ao hatch médio i30. O atraso se explica porque ele ainda é o líder de vendas do segmento e, na cabeça comercial dos executivos da CAOA, importadora da Hyundai no país, ele ainda tinha fôlego visual e dava lucro.

O fôlego já acabou, o lucro talvez ainda dê, mas a espera vai acabar em janeiro, quando chegará a segunda geração do i30, completamente diferente. Concessionárias da marca, porém, dizem que ele vai demorar mais ainda. 

0

sábado, 22 de dezembro de 2012


Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Desde 1983 a Opel sonhava com um subcompacto para se posicionar abaixo do Corsa, lançado um ano antes. A primeira tentativa foi o Junior, daquele mesmo ano, que nunca passou da fase de conceito. Em 1999 lançou o desengonçado Agila, que existe até hoje em sua segunda geração. Só que este é um projeto da japonesa Suzuki, que chamou as duas versões de Wagon R+ e Splash.

Quase trinta anos depois do primeiro protótipo, a marca alemã, que nasceu em 1863, fabricando bicicletas e máquinas de costura, revela o seu primeiro subcompacto genuíno. O nome Junior foi novamente cogitado, mas resolveram homenagear o fundador da empresa que já leva o seu sobrenome: Adam, o primeiro nome do senhor Opel. 

O Opel Adam começará a ser vendido na Europa no início do ano que vem (30 anos depois do Junior) em um cenário repleto de compactos de visual chamativo, alguns deles nostálgicos, com perfil jovem e ao mesmo tempo luxuoso, com cores quentes por fora e por dentro, além do teto contrastando com o resto da carroceria. Estou me referindo a modelos como Fiat 500, Citroën DS3, Volkswagen Beetle, Mini Cooper e Audi A1.
0

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012


Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Com a transformação do Classe A em hatchback esportivo, o posto de menor minivan de passeio da Mercedes ficou com o renovado Classe B, que já está à venda no Brasil em duas versões, a partir de R$ 115,9 mil.

As linhas do novo monovolume ainda são praticamente as mesmas da geração anterior, mas ele foi inteiramente reformulado, a começar pela plataforma, que é a mesma do Classe A e será usada no inédito cupê de quatro portas CLC. Ambos podem ser fabricados no estado do Rio de Janeiro, se vingar uma eventual parceria com a Nissan, que está construindo fábrica em Resende.
2

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


A retrospectiva do ano que passou é uma tradição junto com a árvore de natal, os presentes, o panetone, as nozes, a queima de fogos, a romã, a oferenda a Iemanjá...

Em 2012 a novidade é que a Retrospectiva ganha um post exclusivo com os lançamentos do ano e mais a reapresentação de textos selecionados de cada assunto do blog, além dos textos mais visitados e os vencedores dos comparativos do ano, com a indicação do melhor de todos pelo aproveitamento. 
0

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação
Dados de teste: Revistas Carro e Quatro Rodas


No post anterior você viu o comparativo dos hatches compactos com motor 1.0, em sua maioria. Agora é a vez dos mesmos modelos com motores maiores. Ao contrário do outro confronto, este aqui há três tipos de cilindrada: 1.4, 1.5 e 1.6.

Chevrolet Onix e Fiat Palio são 1.4. O Toyota Etios é o único 1.5 e Volkswagen Gol e Hyundai HB20 usam motor 1.6, sendo que este último tem dezesseis válvulas com comando variável.

As versões também são as superiores, exceto o Palio, que com 1.4 só tem a versão Attractive, a mesma do 1.0. A top de linha do hatch da Fiat é a Essence, que é 1.6 de 16 válvulas. Esta versão eu deixei para disputar outra faixa, aquela dos hatches mais altos. E também quis manter a proporção 2-1-2.

O resultado deste comparativo foi bem diferente daquele com motores 1.0 (o Etios com 1.3).


2

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação
Dados de teste: Revista Quatro Rodas


Este 2012 que está terminando marcou a entrada de três novos hatches compactos no mercado brasileiro. Dois são de marcas asiáticas que estão estreando no segmento, saindo de novas fábricas construídas no interior paulista. O Etios, da japonesa Toyota, nasce em Sorocaba e o HB20, da sul-coreana Hyundai, vem de Piracicaba. O terceiro modelo sai do Rio Grande do Sul e é de uma marca tradicional: o Chevrolet Onix, que foi lançado para substituir o Corsa.

Para fechar este ano bem produtivo para os comparativos do Guscar, "juntei" estes três lançamentos com os dois mais vendidos do mercado: o eterno líder Volkswagen Gol, parcialmente renovado em 2012, e o Fiat Palio, reestilizado no ano passado. Para comemorar, o desafio é especial, em rodada dupla.

Primeiro, depois desta introdução, você lerá a classificação destes cinco modelos nas versões 1.0, com exceção do Etios, que é 1.3, a sua menor capacidade cúbica. Em outro post mostrarei a classificação com motores maiores dos mesmos compactos, que variam de cilindrada: Palio e Onix com 1.4, o Toyota com 1.5 e Gol e HB20 com 1.6, sendo que o Hyundai tem dezesseis válvulas nos cilindros. Depois, somarei os pontos para ver quem é o melhor nas duas frentes.


1

domingo, 2 de dezembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


A chinesa JAC Motors deu mais dois passos para criar raízes no Brasil. Primeiro lançou a pedra fundamental da sua fábrica em Camaçari, na Bahia, que vai produzir o substituto do hatch médio-compacto J3. A cerimônia incluiu até a "plantação" do primeiro exemplar importado deste modelo, junto com outros objetos atuais, para servir de cápsula do tempo no futuro, pois ele será desenterrado em 2032.

O outro passo foi o lançamento do J2, que já está à venda por R$ 30.990 e terá um desafio a mais: tentar fazer o brasileiro a gostar de carros subcompactos (ele tem apenas 3,53m de comprimento) e de desenho diferente. Para isso, a importadora fez diversas adaptações para o modelo convencer por aqui.
3

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação 


De jipinho urbano médio a crossover de luxo. Ele cresceu e apareceu. Não estou falando do Honda CR-V, mas justamente do seu maior rival, o Toyota RAV4, que teve a sua quarta geração apresentada esta semana. 
0

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


O filme Herbie, meu Fusca Turbinado marcou o renascimento do Fusca de vida própria no cinema. E é turbinado que o Fusca ressuscita pela terceira vez no Brasil. A primeira, em 1993, foi o relançamento do besouro original, por sugestão do saudoso ex-presidente Itamar Franco. A segunda, com o New Beetle, que deu outro perfil ao velho sedan nascido para ser o carro do povo no final dos anos 40. E a terceira é a reestilização do New Beetle, que a Volkswagen mundial, por estratégia de marketing, autorizou as suas filiais a reviverem os nomes locais do velho besouro, como Vocho, Maggiolino, Coccinelle, Carocha, etc.

E assim, a segunda geração do New Beetle agora se chama Fusca em nosso país. O velho motor 2.0 da releitura anterior, que é usado até hoje no Jetta, deu lugar a um de mesma cilindrada, com turbo e injeção direta, que lhe dá 200 cavalos de potência.

0

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Já virou clichê dizer que os motores turbinados agora são usados para reduzir o peso, o consumo de combustível e a emissão de poluentes sem perda de potência e desempenho. No entanto, ainda tem montadora que continua turbinando seus carros para associá-los à esportividade, como a Fiat fazia nos anos 90, com o Uno e o Tempra. 

O novo exemplo atual vem da Renault, que equipou o seu pacato e eficiente sedã médio Fluence (bicampeão dos comparativos do Guscar) com um motor turbo 2.0, desenvolvido pela divisão internacional da marca francesa, a Renault Sport, e o transformou no invocado Fluence GT, que está à venda no Brasil, sempre importado da Argentina, como toda linha. 
2

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação



Logan, Symbol e Fluence são três Renaults vendidos no Brasil que passaram por mudanças na Europa. 
0

domingo, 18 de novembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


O lançamento da Chevrolet Trailblazer e o futuro utilitário derivado da nova Ford Ranger trazem a lembrança de um outro modelo da Ford, muito popular nos anos 90, apesar do alto preço: o Explorer.

Ele era construído sobre a plataforma da primeira geração da picape Ranger. Foi lançado nos Estados Unidos em 1990 com carroceria de três ou cinco portas. Tinha linhas retas, inclusive na frente de grade cromada e luzes de neblina alinhadas bem abaixo dos faróis quadrados. Já naquela época, o Explorer abdicava do estepe na tampa do porta-malas, que é usado até hoje no compacto Ecosport. Aliás, também veio dele o costume de chamar os SUVs da Ford com a letra E. O outro é o Escape. 

1

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Desde o final dos anos 60, as duas gerações da Chevrolet Veraneio e a sua sucessora, a Blazer, prestaram bons serviços como camburão policial em todo Brasil. A nova geração do SUV grande da General Motors não deve fugir do mesmo destino nos próximos anos, mas, para já, a sua missão é oferecer luxo e conforto a uma família numerosa... e rica.

O utilitário esportivo continua derivado da S10. Só que agora se chama TrailBlazer, nome criativo, em meio a tantos Grands por aí. Apesar de lembrar o time de basquete da NBA localizado em Portland, o novo prenome sugere que o pesado camburão de 1995 entrou nos trilhos. Ou na trilha.

1

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Texto (do ano passado, com atualizações): Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação 



Foram anunciados no último dia 7 de novembro, no Museu Brasileiro da Escultura, em São Paulo, os treze vencedores da edição 2013 do Carro do Ano, organizada desde 1969 pela revista Autoesporte. A premiação não foi realizada em 1968 e 2001 (para 2002). Em 1966 e 1967, os dois primeiros anos, a eleição foi promovida pela extinta Mecânica Popular. 

Este ano, o quadro de jurados, formado na maioria por jornalistas, teve engenheiros apenas na escolha dos motores e do carro verde. Subiu de dezenove para vinte e nove, que votaram nos vencedores dos Carros, Utilitários, Picape, Motores e Carro Verde. O Hall da Fama foi escolhido pela redação da própria Autoesporte. O de Publicidade e Site pela redação da revista, publicitários da Editora Globo e alguns especialistas.

Como eu comentei no ano passado, o lançamento das novas Ford Ranger e Chevrolet S10 trouxe de volta a escolha da Picape do Ano, que se tornou um prêmio bienal e carente de novidades no segmento. 

Este ano, em que todos os vencedores foram merecidos, a Ford foi a que mais ganhou prêmios: seis (Carro Premium, Picape, Utilitário, Motor acima de 2.0, Carro Verde e o Hall da Fama em vida). Os vencedores para 2013 foram o Hyundai HB20 (Carro do Ano), Novo Ford Fusion (Carro Premium, acima de R$ 110 mil), Ford Ranger (Picape do Ano), Ford Ecosport (Utilitário do Ano), Audi Q3 (Utilitário Premium do Ano, acima de R$ 120 mil), Motor 1.4 TFSI da Audi (até 2.0), Motor 3.2 Turbodiesel de cinco cilindros da Ranger (acima de 2.0), Ford Fusion Hybrid antigo (Carro Verde), o comercial do Honda City, o website da Fiat e Jaime Ardila (Executivo do Ano, presidente da General Motors do Brasil). Os engenheiros Luc de Ferran e Rigoberto Soler foram indicados para o Hall da Fama. 

Nos próximos posts confira a classificação e o comentário histórico de cada categoria.
0

Texto: Gustavo do Carmo
Foto: Divulgação, com montagem do logotipo da Autoesporte


O Hyundai HB20 ainda não cumpriu o seu objetivo de revolucionar o segmento de hatches compactos no Brasil, mas já fez história. Ele é o Carro do Ano 2013 da revista Autoesporte e entrou para uma galeria de pouco mais de 45 anos.
0

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


O título de Carro Premium do Ano para a segunda geração do Fusion foi merecido, mas não deixou de ser uma surpresa. Afinal, o sedã grande da Ford, que somou 106 pontos, derrotou representantes das três genuínas marcas premium alemãs, como o cupê Audi A5 (96), o sedã BMW Série 3 (80) e a minivan Mercedes Classe B (66), ambos reestilizados. O francês Peugeot 508, único das fabricantes populares além do Fusion, ficou em quinto lugar, com 52 pontos.
0

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Terceira categoria mais antiga da eleição de Carro do Ano da Autoesporte, a Picape do Ano era eleita ininterruptamente de 1994 a 2000. No ano seguinte, a publicação da Editora Globo não promoveu nenhuma premiação, que voltou em 2002, mantendo a picape. Em 2007 as caminhonetes de caçamba foram incorporadas aos utilitários. E desde então a categoria passou a ser esporádica, dependente de grandes lançamentos. Somente a Fiat Strada de cabine dupla (2009) e a Volkswagen Amarok (2010) foram eleitas nesses últimos anos. 

Depois da pausa no ano passado, a categoria foi retomada este ano em razão da renovação das duas picapes mais vendidas do país: a Chevrolet S10 e a Ford Ranger. Antes totalmente ultrapassadas, se tornaram mais modernas de um ano para outro. 

A vencedora foi a Ranger, que somou 136 pontos e ganhou estilo contemporâneo e agressivo, itens de conforto e segurança como ar condicionado digital, piloto automático, GPS, controle de estabilidade e airbags de cortina, além de um motor turbodiesel de cinco cilindros, 20 válvulas e 200 cavalos, também premiado nesta edição 2013. 
0

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Um dos seis prêmios conquistados pela Ford na edição 2013 do Carro do Ano da Autoesporte foi a soberania entre os utilitários esportivos de até R$ 120 mil. O Ecosport se tornou tricampeão da categoria. Os outros títulos foram em 2004 e 2008, com a primeira geração.

A segunda, já apresentada aqui no Guscar, superou o mexicano Honda CR-V (que ganhou em 2003, na segunda geração e hoje está na quarta) e o estranho/simplório Jeep Compass por 130 a 80 e 23 pontos.
0

domingo, 11 de novembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Foto: Divulgação


Em três anos seguidos (2008, 2009 e 2010) a Audi levou a maioria das categorias anunciadas em uma noite. Mas desde 2011 a marca alemã dos quatro anéis só tem ganhado dois prêmios por ano, inclusive nesta edição 2013, quando só venceu no motor até 2.0 (1.4 TFSI) e no utilitário esportivo premium. 

O utilitário vencedor acima de R$ 120 mil é o Q3, que chegou ao Brasil em maio deste ano, importado da Espanha em três versões de equipamentos (Attraction, Ambiente e Ambition), todas com motor 2.0 TFSI, sendo que nas duas primeiras ele rende 170 cavalos e na top 211cv. Custa, na ordem, R$ 149.900, R$ 165.900 e R$ 186.000.  

0

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação 


O título de Motor do Ano até 2.0 do 1.4 TFSI foi o prêmio de consolação para a Audi, que reinou acima desta cilindrada durante cinco anos consecutivos (só a Porsche tinha ganhado antes dela), mas perdeu o sexto título na edição 2013 para o turbodiesel 3.2 da Ford Ranger. 

O 1.4 TFSI é o propulsor do compacto de estilo Audi A1, que neste ano ganhou a carroceria quatro portas no mercado brasileiro, chamada Sportback. Símbolo do conceito de downsizing ao lado do 1.6 THP da Peugeot/Citroën, usado no concorrente Citroën DS3, tem turbocompressor e injeção direta de gasolina como o rival. 
0

sábado, 10 de novembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação 



O motor que evitou o hexacampeonato da Audi na categoria acima dos 2 litros de cilindrada é de uma picape que ficou desatualizada por uma década e renasceu em 2012. A Ford Ranger ficou inteiramente moderna, assim como o seu propulsor Duratorq de cinco cilindros 3.2, com vinte válvulas no total, que rende 200 cavalos de potência. Outras qualidades são a injeção eletrônica de alta pressão e a turbina de geometria variável. 
1

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação 


Pela primeira vez, desde que a Autoesporte começou a escolher o Carro Verde do Ano, em 2009, um modelo ecológico de verdade foi o vencedor. E carro para ser realmente ecológico no século XXI tem que ser elétrico ou híbrido. Em homenagem a essa façanha, a categoria ganha post individual para o vencedor no blog. Até o ano passado, estava junto com as premiações especiais. 

A honra coube ao Ford Fusion Hybrid, lançado no final de 2010 e uma das duas únicas opções do gênero disponíveis no mercado brasileiro. O Mercedes Classe S é o outro. O Toyota Prius só chega em janeiro. 

A Ford também ganhou pela primeira vez na categoria em que o domínio é da Volkswagen (Polo Bluemotion e Gol Geração 4 Ecomotion nos dois últimos anos). O primeiro campeão foi o Renault Sandero, em 2009. 
0

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo e Autoesporte
Fotos: Divulgação e Autoesporte


A eleição de Carro do Ano da revista Autoesporte surgiu em 1966, organizada pela extinta Mecânica Popular. No início apenas um carro era nomeado. O primeiro vencedor foi a Picape Willys, derivada da Rural. Hoje, a publicação da Editora Globo, que organiza a promoção desde 1969, realiza treze premiações.

Além das cinco categorias tradicionais (Carro do Ano, Carro Premium, Picape, Utilitário e Utilitário Premium), a Autoesporte escolhe os motores até 2.0 e acima desta cilindrada, o carro ecológico, o site de montadora (Fiat), o comercial de TV (Honda City), executivo do ano (Jaime Ardila). Desde 2009 homenageia dois nomes marcantes do automobilismo brasileiro: um vivo (Luc de Ferran) e um já falecido (Rigoberto Soler).


Hall da Fama - Luc de Ferran e Rigoberto Soler

Luc de Ferran é vice-presidente de operações automotivas da Ford para a América do Sul deixou sua marca na indústria brasileira sem nem mesmo ter nascido no país. O francês Luc de Ferran foi idealizador de vários sucessos da marca: o clássico Corcel II, a luxuosa Del Rey, o cobiçado Escort XR3, o compacto Ka e o utilitário esportivo EcoSport.

Pai do ex-piloto campeão de Fórmula Indy, Gil de Ferran, Luc nasceu há 74 anos na França, mas chegou ao Brasil aos 4 anos. Estudou na Escola Politécnica da USP já por paixão aos veículos motorizados. Sua carreira na Ford começou em 1965, como estagiário, de onde nunca mais saiu. (Da redação da Autoesporte)

Rigoberto Soler Giebert foi o primeiro coordenador de projetos do Departamento de Estudos e Pesquisas de Veículos da Fundação Educacional Inaciana, a FEI. Ele fez história com sua criatividade à flor da pele e seu temperamento polêmico. Soler esteve à frente da concepção de uma série de protótipos, como o FEI X-1, veículo anfíbio de quatro rodas, o esportivo FEI X-3, que, com motor V8 de Dodge Charger R/T, foi concebido para atingir 240 km/h, e o TALAV, trem de alta velocidade. Nascido na Espanha, Soler, falecido em 2004, trabalhou ainda na Vemag, Willys-Overland e Brasinca. (Da redação da Autoesporte)


2013 - Luc de Ferran e Rigoberto Soler


1

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação 


A nostalgia está em alta na Volkswagen. Primeiro ela retomou o nome Fusca na nova geração do New Beetle vendida no Brasil. Depois apresentou, com toda a pompa no Salão do Automóvel, o Gol de duas portas, uma versão que já era pra estar no mercado desde 2008, mas que acabou se tornando a maior novidade entre os carros de produção no evento de São Paulo em 2012. Foi como nos velhos tempos, quando pequenas versões eram as grandes atrações das montadoras.

Agora é a vez do novo Santana, que deve começar a ser fabricado na virada de 2013 para 2014. O investimento para fabricá-lo aqui já está garantido pelo BNDES. Além de reviver o saudoso sedã evoluído do primeiro Passat, ele vai concorrer com os sedãs compactos espaçosos (Chevrolet Cobalt, Fiat Grand Siena, Nissan Versa e talvez Peugeot 301 e Citroën Elysée).
0

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação 


Nos últimos dois anos, os três sedãs da Hyundai - Sonata, Elantra e Azera - foram totalmente renovados, ganhando no estilo de suas carrocerias o conceito de escultura fluída. No Brasil, o novo visual está demorando para chegar ao hatch médio i30. O atraso se explica porque ele ainda é o líder de vendas do segmento e, na cabeça comercial dos executivos da CAOA, importadora da Hyundai no país, ele ainda tinha fôlego visual e dava lucro.

O fôlego já acabou, o lucro talvez ainda dê, mas a espera vai acabar em janeiro, quando chegará a segunda geração do i30, completamente diferente. Concessionárias da marca, porém, dizem que ele vai demorar mais ainda. 

0

domingo, 28 de outubro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Se você achou que a renovação dos hatches compactos estava completa com os lançamentos do Hyundai HB20 e do Toyota Etios está enganado. Faltava a Chevrolet apresentar o Onix, aguardado desde o ano passado.
0

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação
Dados de teste: Revista Quatro Rodas

A Revanche


No ano passado, o Ford Ecosport ganhou o seu primeiro concorrente genuíno: o Renault Duster. E logo no primeiro comparativo, que teve mais de 16 mil acessos aqui no Guscar, o pioneiro do segmento de SUVs compactos foi humilhado pelo novo desafiante, que venceu por sete itens a três. No entanto, o utilitário franco-romeno-brasileiro já estava ciente de que o rival seria reformulado no ano seguinte e daria o troco na primeira revanche.


E a hora da revanche chegou. Coloquei frente a frente (virtualmente, é preciso esclarecer) o novo Ecosport Freestyle com o novo motor Sigma Flex 1.6 16 válvulas contra o Duster Dynamique, também com propulsor HiFlex 1.6 16v. Já o troco... bem, só vou contar no final do duelo.

3

domingo, 21 de outubro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Com a transformação do Classe A em hatchback esportivo, o posto de menor minivan de passeio da Mercedes ficou com o renovado Classe B, que já está à venda no Brasil em duas versões, a partir de R$ 115,9 mil.

As linhas do novo monovolume ainda são praticamente as mesmas da geração anterior, mas ele foi inteiramente reformulado, a começar pela plataforma, que é a mesma do Classe A e será usada no inédito cupê de quatro portas CLC. Ambos podem ser fabricados no estado do Rio de Janeiro, se vingar uma eventual parceria com a Nissan, que está construindo fábrica em Resende.
0

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Já está à venda no Brasil a terceira geração do primeiro utilitário esportivo de luxo da Mercedes. O novo Classe ML está no mercado em apenas uma única versão: a ML350 BlueEfficiency Sport.

O novo ML350 vem com o Active Park Assist (que estaciona o carro “sozinho”), duas telas de LCD de nove polegadas para os passageiros do banco traseiro, direção elétrica, abertura automática da tampa do porta- malas, sistema multimídia com tela de sete polegadas, GPS, memória interna de 10 gigabytes e entrada para internet 3G, ar-condicionado de três zonas, teto solar, rodas aro 20″ e airbags dianteiros, laterais e de joelhos.
0

sábado, 13 de outubro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


A quatro meses de completar dez anos no mercado brasileiro, em fevereiro do ano que vem, o Ford Ecosport ganhou um presentão antecipado: uma geração inteiramente nova. Depois de dois face-lifts, o primeiro utilitário esportivo leve fabricado no Brasil ganhou outra cara, outro perfil, outra traseira, outro interior e outra plataforma, que agora é a mesma do New Fiesta, de quem o novo Eco segue o estilo. Só o estepe pendurado na tampa traseira ainda é o mesmo.
0

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação
Texto originalmente publicado em 13/09/2012


A Hyundai está entrando em uma nova fase no Brasil. E por conta própria, sem a ajuda de ninguém. É assim  que a montadora sul-coreana está estreando no segmento de carros populares. Para isso, dispensou a importadora CAOA e construiu, sozinha, uma fábrica em Piracicaba, interior de São Paulo, para produzir o HB20. 

Apresentado há um mês, inclusive aqui no Guscar, o HB20 começou a ser vendido ontem. E o Hyundai já chega quebrando uma regra de mercado, oferecendo estilo moderno e bom acabamento num carro pequeno com motor 1.0 e ainda por um bom preço, algo raro de se ver no Brasil. Com comercial na TV exibido desde então, o público acreditou nessa proposta e o resultado é que já tem fila de espera de 60 a 90 dias para ele. 
2

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação
Dados de teste: Revista Quatro Rodas e Carro Hoje


Desde o início do ano estava planejando fazer um "comparativão" com todos os sedans compactos do mercado brasileiro. Pretendia reunir dez modelos e até dividir o comparativo em duas partes.

Só que antes precisei esperar pela renovação do Grand Siena e o face-lift do Voyage, que demorou e só chegou em agosto. Veio também o Toyota Etios, que merecia uma participação. Eu queria incluir ainda os Renault Logan e Symbol, o Peugeot 207 Sedan (antigo Passion), o JAC J3 e até o Chery Cielo.

Entretanto, o Logan ganhou novo motor e eu ainda não tenho o teste. Sem ele, que já está marcado para renovação, também não faz sentido incluir o irmão Symbol, que anda meio esquecido; o 207, que vai sair de linha; o JAC, que passou por um face-lift na China e deve chegar no ano que vem ao Brasil; e o conterrâneo Cielo, que está sendo chamado por recall por causa do amianto em suas peças. Os modelos antigos serviriam de referência para o mercado de usados.

Assim, acabei decidindo reunir os modelos mais recentes e populares, mesmo: Chevrolet Cobalt LTZ 1.4, Fiat Grand Siena Attractive 1.4, Nissan Versa SL 1.6 1.6 16v, o novo Toyota Etios 1.5 16v na versão XS e o Voyage 1.6, já com a leve reestilização. De dez imaginados, acabei comparando a metade, sendo dois com motores 1.4, dois 1.6 (um com oito e outro com dezesseis válvulas) e um 1.5.

1

sábado, 6 de outubro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


O Chevrolet Cobalt chegou ao mercado no final do ano passado com a difícil missão de substituir, de uma só vez, as carrocerias sedã do Corsa e do Astra. Espaçoso e com 563 litros no porta-malas, ele enterrou a lembrança do compacto. Mas faltava um motor mais potente para conquistar os antigos proprietários do sedã médio. O EconoFlex 1.4 não dava conta do recado.

Este fôlego chegou há um mês, com o motor 1.8 e a opção de câmbio automático. A transmissão é até moderna: a mesma caixa dos globais Cruze e Sonic, com seis marchas. Já o motor é aquele 1.8 Powertrain, derivado dos antigos Monza e Kadett nos anos anos 80 e 90 e repaginado no início da década passada nos Fiat Palio, Dobló e Stilo e o Corsa, um dos seus antecessores. 



Revisto mais uma vez, foi rebatizado de EconoFlex e rende 106 cavalos com gasolina e 108 cv com álcool, menos que o antigo, que rendia 115 cv. O torque é de respectivos 16,4 e 17,1 kgfm. O conjunto também é usado na minivan Spin, outro novo modelo da Chevrolet com a missão de suceder dois carros antigos (Meriva e Zafira). 
0

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Já tinha falado do Toyota Etios em junho, na seção Em Breve no Brasil. Agora que ele já está à venda em nosso mercado, chegou a hora de confirmar as motorizações, versões de acabamento, lista de equipamentos e preços, além de analisar seus números de desempenho e fazer uma correção.
1

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Bastou a General Motors renovar a picape média S10 para a Ford reagir com a novíssima geração da Ranger, sua maior concorrente. Entretanto, a Chevrolet não é o único alvo da marca oval azul: a Volkswagen Amarok, com seu câmbio automático de oito marchas; a Nissan Frontier com os seus 190 cavalos; as linhas ainda atuais da Mitsubishi L200 e da veterana Toyota Hilux, que começou toda esta renovação das picapes médias, também estão na mira.

0

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Desde 2010, quando parou de importar a V50, derivada do já finado sedã S40, a Volvo não comercializava uma perua no Brasil. Agora, a marca sueca volta ao segmento com a V60, baseada no estiloso sedã S60, justamente num momento em que os veículos de cinco portas, habitáculo comum e porta-malas amplo estão em processo de extinção no país, perdendo espaço para a imponência dos jipes, como a XC60 da própria Volvo. 

E se depender do tamanho do porta-malas e do preço da V60, dificilmente o brasileiro vai voltar a se encantar por uma perua. O novo modelo tem apenas 430 litros, bem menor que as concorrentes Audi A4 Avant (460), Mercedes Classe C Touring (475), Volkswagen Passat Variant (513) e a prima SUV XC60 (495). Os preços começam em R$ 130.900, com a chamada T5 Comfort, e vem muito bem equipada, mas sem os equipamentos mais interessantes da linha, reservados para a versão mais cara, a T6, por R$ 199.900. Há ainda a intermediária T5 Dynamic (R$ 149.900). Todas têm o kit de aparência esportiva R-Design.

0

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação
Texto originalmente publicado em 02/08/2012


Se as montadoras europeias modificam levemente seus carros em três anos, para mais três anos depois mudá-los completamente ou não, na Coreia do Sul a história é diferente. Não se passaram nem quatro anos e o médio-compacto Kia Cerato já conhece a sua terceira geração.
1

sábado, 22 de setembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Desde 1988, quando foi lançado pela primeira vez, o Carrera 4 não pode faltar na oferta do Porsche 911. A versão de tração integral do cupê mais tradicional da marca alemã, lançado em 1963, tarda a aparecer quando o modelo é reestilizado, mas nunca falha.

A nova geração, lançada no ano passado, já tem a sua Carrera 4, que será apresentada no Salão de Paris, na próxima semana. Serão duas versões de carroceria (cupê e cabriolet) e motor (Carrera 4 e Carrera 4S). Ambas possuem câmbio manual de sete marchas, mas têm como opcional o automatizado PDK de dupla embreagem e mesmo número de velocidades.
0

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Se o Kia Cerato, mostrado aqui no Guscar há um mês, ganhou nova geração em menos de quatro anos, com a minivan média Carens a história é diferente. A mais recente carroceria data de 2006. Depois de seis anos ela finalmente conhece a sua quarta geração (a primeira foi lançada na Coreia do Sul em 1999). 

Usando a plataforma do hatch europeu Cee'd e do Cerato, a nova Carens troca o estilo reto e familiar por linhas esportivas e onduladas, inspiradas no novo Cerato, principalmente na grade "boca de tigre" e nas lanternas horizontais, substituindo aquela traseira quebrada. Só os faróis que são espichados e elevados, enquanto que no sedã têm formato de olho. 

0

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Lembrando os carros soviéticos da virada dos anos 1980 para 90, o Renault Logan parecia velho. Mas ele já estava velho mesmo. No Brasil, ele chegou em 2007. Na Romênia, onde nasceu, foi lançado em 2005. O hatch Sandero, que surgiu primeiro em nosso país, também já tem cinco anos. Era preciso renovar.

Ontem, a Dacia, marca romena que criou os dois compactos que a Renault adotou para o nosso mercado, apresentou a nova geração do Logan e do Sandero, que mantêm a mesma plataforma B0 e serão mostrados ao público europeu no Salão de Paris, daqui a duas semanas.

0

domingo, 16 de setembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação

Mais uma seção do Guscar que volta renomeada: Importados de Ontem agora se chama "Lembra de mim?". A pré-estreia foi com o Peugeot 405. No regresso, o cupê Mazda MX3. 


Este cupê 2+2 japonês de 4,42m de comprimento foi fabricado entre 1991 e 1998, chegando oficialmente ao Brasil dois anos depois do lançamento mundial. Construído sobre a plataforma do sedã Protegé (323 na Europa), o Mazda MX3 chamava atenção pelas suas linhas arredondadas, com a tampa do porta-malas horizontal de vidro envolvente. Completavam o visual futurista para a época os pequenos faróis em gota - bem afastados pelo capô com finíssima grade elíptica -, as lanternas horizontais e o aerofólio traseiro. 

A mesma plataforma e o nome parecido fizeram o MX3 ser confundido como a versão fechada do roadster MX5, popularmente conhecido como Miata. O próprio MX3 também tinha outros nomes no exterior, como Precidia, Eunos e Autozam AZ3. E se o MX5 era apontado como a versão japonesa do Lotus Elan, o MX3 lembrava o alemão Porsche 928 (1978-1995). 
1

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Para divulgar a atual geração do Nissan Sentra no Brasil, em 2007, foi criada uma banda fictícia de músicos de meia idade que cantava no refrão "Não tem cara de tiozão, mas acelerou meu coração." De fato, o Sentra ainda tem um estilo bem arrojado, mas que o tempo tratou de transformá-lo em carro de tiozão.

O novo Sentra, apresentado há algumas semanas e que começou a ser fabricado no México esta semana, vai fazer o jingle cair rapidamente no esquecimento. Apesar de moderno e atraente, o sedã médio adotou um perfil bem conservador. No lugar dos faróis verticais, da grade pequena, teto alto, traseira curta e lanternas verticais com lentes prateadas, entraram em cena faróis triangulares, grade ampla e recortada, teto arredondado, traseira longa e lanternas horizontais vermelhas. O interior também ficou mais sóbrio, mas melhorou nas formas e no acabamento. 
0

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Na semana passada foi apresentada a sétima geração do hoje hatch médio Volkswagen Golf. No Brasil, a sua história começou em 1994, quando desembarcou, importado do México, na versão GTI da terceira geração. Porém, está esquecido desde 1999, quando a carroceria seguinte começou a ser fabricada no Paraná, junto com o primeiro Audi A3. Desde então, parou no tempo, só trocando de motores e versões. Passou apenas por um face-lift.

0

sábado, 8 de setembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação 


A partir do ano que vem o New Fiesta será fabricado no Brasil, provavelmente em São Bernardo do Campo (SP). Ele também deve perder o prenome New, tirar o antigo Rocam de linha e, se a Ford não sacanear, deve ganhar um novo visual, que a filial europeia apresentou na semana passada e será mostrada ao público no Salão de Paris. Já nós, brasileiros, poderemos conhecê-lo no Salão de São Paulo, em outubro. 
1

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação
Dados de teste: Revista Carro


Mesmo interessante, o segmento de hatches médios continua sendo maltratado pelas montadoras e importadoras que atuam no Brasil. Elas se justificam dizendo que os lucros só chegam quando os modelos estão mais maduros. Ou melhor, mais velhos.

Só para exemplificar o caso, o líder de vendas é o Ford Focus, com 2.816 unidades vendidas em julho. Lançado na Europa em 2004 e no Brasil em 2008, ele já está desatualizado em relação ao mercado externo e aqui deve ser substituído em abril do ano que vem. O segundo mais vendido é o Hyundai i30 (1.843), ainda em sua primeira geração. A nova chegaria este ano, mas só deve vir em meados do ano que vem. Afinal, se o antigo está vendendo bem...

O quarto colocado é o Golf (1.663), projeto de 1997 que no Brasil chegou como importado no ano seguinte e começou a ser fabricado em nossas terras em 1999. Na Europa, a sétima geração acabou de ser revelada. Aqui, nós paramos na quarta, com um face-lift meia-boca adotado em 2007. A Volkswagen garante que a nova versão vai chegar finalmente, mas há um impasse: representantes do sindicato dos metalúrgicos do Paraná querem que ele seja fabricado somente em São José dos Pinhais, mas a fabricante alemã quer dividir a produção com o México.

Como a regra dos comparativos no Guscar é reunir somente os mais modernos, os três únicos mais acessíveis que sobraram para este confronto foram o Chevrolet Cruze Sport6 (nome brasileiro da versão hatch do médio), o Fiat Bravo e o Peugeot 308, que, apesar de ter chegado ao país em março deste ano, está em seus últimos momentos de sintonia com a Europa, pois lá será substituído em breve por uma nova geração que manterá o nome, pela primeira vez na marca francesa.
9

últimos posts

Tópicos

Lançamento Nacional (206) História (132) Volkswagen (126) Chevrolet (120) Ford (107) Lançamento Internacional (87) Fiat (86) Carro do Ano (83) Comparativos (81) Retrospectiva (71) Em Breve no Brasil (64) Honda (52) Renault (49) Toyota (49) Hyundai (47) Peugeot (47) Sonhos de Consumo (45) Citroën (44) Nissan (42) Especial (38) Audi (37) Baba Brasil (35) Mercedes (35) Kia (31) BMW (29) História em Fotos (26) História em Miniatura (23) Lembra de mim? (23) No Mercado (22) Cruze (20) Motor do Ano (19) Gol (18) Volvo (18) Corolla (17) Focus (17) JAC (17) Mário Coutinho Leão (17) Opel (17) Editorial (16) Ka (16) Pré-estreia (16) Rádio Motor (16) Analisando (15) Civic (15) Fiesta (15) Golf (15) Ecosport (14) Jeep (13) Mitsubishi (13) Fox (12) Palio (12) Salão de Genebra 2014 (12) Carro do Ano 2013 (11) Carro do Ano 2014 (11) Carro do Ano 2015 (11) Fit (11) Guscar em Genebra (11) HB20 (11) Polo (11) Retrospectiva 2016 (11) Retrospectiva 2018 (11) Uno (11) up! (11) 3008 (10) Carro do Ano 2010 (10) Carro do Ano 2011 (10) Corvette (10) Jaguar (10) Suzuki (10) Utilitário do Ano (10) Avaliação (9) Carro do Ano 2012 (9) Carro do Ano 2018 (9) Chery (9) March (9) Onix (9) Retrospectiva 2017 (9) i30 (9) 500 (8) C3 (8) Carro Premium (8) Carro do Ano 2016 (8) City (8) Dodge (8) Duster (8) McLaren (8) Mustang (8) Prêmios Suplementares (8) Retrospectiva 2015 (8) Siena (8) Sportage (8) 208 (7) Alfa Romeo (7) CR-V (7) Cerato (7) Fluence (7) Jetta (7) Land Rover (7) Melhores do Ano (7) Mini (7) Porsche (7) Ranger (7) Renegade (7) S10 (7) Salão de Genebra 2012 (7) Seat (7) Versa (7) Voyage (7) 308 (6) Accord (6) Aircross (6) Bentley (6) C4 (6) Carro do Ano 2017 (6) Etios (6) Ferrari (6) Fusion (6) Lamborghini (6) Passat (6) Picape do Ano (6) Punto (6) Salão de Xangai (6) Sandero (6) Saveiro (6) Sentra (6) Strada (6) Toro (6) Tracker (6) 408 (5) 508 (5) A3 (5) A5 (5) Campeões de Audiência (5) Classe A (5) Classe E (5) Clube dos Quinze (5) Cobalt (5) Eles são 10! (5) Equinox (5) Escort (5) Frontier (5) Guscar MOTO (5) HR-V (5) Hilux (5) Lifan (5) Logan (5) RAV4 (5) Salão de Pequim 2014 (5) Série 3 (5) Teste de pista (5) 2008 (4) A4 (4) Agile (4) Amarok (4) Astra (4) Captiva (4) Captur (4) Classe C (4) Corsa (4) DS4 (4) Edge (4) Especial Crossovers (4) Fusca (4) GLE (4) HB20S (4) Hilux SW4 (4) Ibiza (4) Jumpy (4) Kicks (4) L200 (4) Livina (4) Mini Cooper (4) Mégane (4) Opala (4) Optima (4) Picanto (4) Polara (4) Prisma (4) Q3 (4) S60 (4) Sonic (4) Swift (4) Série 1 (4) Vitara (4) Willys (4) XE (4) 911 (3) A1 (3) AMG GT (3) Ayrton Senna (3) Bravo (3) Camaro (3) Camry (3) Celta (3) Chevette (3) Classe ML (3) Clio (3) Compass (3) Continental GT (3) Creta (3) DS3 (3) Direto do Arquivo (3) Discovery (3) Expert (3) Fim de Temporada (3) GLC (3) Giulia (3) J3 (3) Kadett (3) Malibu (3) Mobi (3) Monza (3) Omega (3) Outlander (3) P1 (3) Panamera (3) Parati (3) Prius (3) QQ (3) Salões (3) Santa Fe (3) Sorento (3) T-Roc (3) T5 (3) TT (3) Tiggo (3) Tiguan (3) Tucson (3) Utilitário do Ano 2011 (3) Vectra (3) Veloster (3) X60 (3) XC40 (3) XC90 (3) Yaris (3) 147 (2) 164 (2) 405 (2) 5008 (2) 507 (2) A8 (2) ASX (2) Adam (2) Aero (2) Altima (2) Argo (2) Arona (2) Azera (2) Bentayga (2) Bolt (2) Brasília (2) C1 (2) C4 Cactus (2) C4 Lounge (2) C4 Picasso (2) CLA (2) Calibra (2) Carro Verde do Ano (2) Challenger (2) Chrysler (2) Classe B (2) Classe S (2) Classic (2) Corcel (2) Cronos (2) DS5 (2) Daewoo (2) Datsun (2) Dauphine (2) Elantra (2) Elba (2) Espero (2) Estão comentando (2) Fiorino (2) GLA (2) Genesis (2) Go (2) Golf Variant (2) Importados de Ontem (2) Insignia (2) J2 (2) J5 (2) J6 (2) Journey (2) Kadjar (2) Kombi (2) La Ferrari (2) Lancia (2) Leaf (2) Linea (2) Logus (2) Maverick (2) Mazda (2) Mille (2) Mini Clubman (2) Mondeo (2) Montana (2) Motor do Ano 2011 (2) Motor do Ano 2013 (2) Motor do Ano 2014 (2) Motor do Ano 2015 (2) Motor do Ano 2016 (2) Motor do Ano 2017 (2) Motor do Ano 2018 (2) Oroch (2) Pajero Dakar (2) Pontiac (2) Pré-estréia (2) Q5 (2) Qoros (2) RS6 (2) Range Rover (2) Rinspeed (2) S-Cross (2) Santana (2) Senna (2) Silverado (2) Skoda (2) Smart fortwo (2) Soul (2) Spacefox (2) Symbol (2) Série 2 (2) Série 4 (2) Série 5 (2) Série 8 (2) T-Cross (2) T6 (2) Tipo (2) Touareg (2) Transit (2) Twingo (2) Utilitário do Ano 2010 (2) Utilitário do Ano 2013 (2) Utilitário do Ano 2014 (2) Utilitário do Ano 2015 (2) V40 (2) V90 (2) Vectra GT (2) Veneno (2) Virtus (2) Volkswagen Jetta (2) Volt (2) X1 (2) X3 (2) X6 (2) ZX (2) i8 (2) 107 (1) 108 (1) 124 Spider (1) 155 (1) 156 (1) 159 (1) 203 (1) 206 (1) 207 Passion (1) 2CV (1) 300C (1) 301 (1) 4008 (1) 401 (1) 402 (1) 403 (1) 404 (1) 406 (1) 407 (1) 4C (1) 500X (1) 504 (1) 505 (1) 530 (1) 570GT (1) 650S (1) 75 (1) A Concept (1) A6 (1) Alaskan (1) Ami (1) Ampera (1) Anísio Campos (1) Apollo (1) Arteon (1) As Belas do Salão (1) Aston Martin (1) Audi A3 Sedan (1) Aygo (1) B-Max (1) BMW K 1300 R (1) Bertone (1) Blazer (1) Brivido (1) Bugatti (1) C-Elysée (1) C-XR (1) C3 Picasso (1) C5 (1) Cadenza (1) Cambiano (1) Capri (1) Carens (1) Carro Premium 2010 (1) Carro Premium 2011 (1) Carro Premium 2012 (1) Carro Premium 2013 (1) Carro Premium 2014 (1) Carro Premium 2015 (1) Carro Premium 2016 (1) Carro Premium 2017 (1) Carro Premium 2018 (1) Carro Superpremium do Ano (1) Carro Superpremium do Ano 2018 (1) Carro do Ano 2019 (1) Carros Antigos (1) Cee'd (1) Celer (1) Cherokee (1) Citigo (1) Classe G (1) Classe X (1) Clubman (1) Colorado (1) Concept Coupé (1) Concept Estate (1) Concept XC Coupé (1) Continental (1) Cordoba (1) Cross Coupé (1) Crossland X (1) Cullinan (1) D-Max (1) DS 6WR (1) Dacia (1) Dacia Logan (1) De olho na Notícia (1) Del Rey (1) Delta (1) Direto da Tela (1) Divulgação (1) Doblò (1) Dock+Go (1) E-Pace (1) E-Type (1) EC7 (1) Eclipse (1) Eclipse Cross (1) Emerge-E (1) Enjoy (1) Entre linhas (1) Eos (1) Equus (1) Espace (1) Evoque (1) Explorer (1) F-Type (1) FF (1) Face (1) Faróis (1) Ferrari 812 Superfast (1) Fiat Coupé (1) Fiat Uno Turbo i.e. (1) Fiat. Ford (1) Firebird (1) Ford GT (1) Ford T (1) Ford. Ka (1) Freemont (1) GS (1) GT4 Stinger. Soul (1) GTC4Lusso (1) Geely (1) Ghibli (1) Giulietta (1) Guscar 10 Anos (1) Hall da Fama Autoesporte (1) Hi-Cross (1) Hoggar (1) Honda CB 600F Hornet (1) Huracan (1) I-Oniq (1) I-Type (1) Idea (1) Inca (1) Infiniti (1) Intrado (1) Invitation (1) Isuzu (1) Italdesign (1) KAWASAKI Z300 (1) KTM 390 Duke (1) Karl (1) Kawasaki (1) Kawasaki Ninja 250R (1) Kawasaki Ninja 300 (1) Koleos (1) Kona (1) Kuga (1) LF320 (1) LF620 (1) Lexus (1) Lincoln (1) Lodgy (1) Lotus (1) MX3 (1) Maserati (1) Matérias Especiais (1) Mercedes. A3 (1) Meriva (1) MiTo (1) Mii (1) Miura (1) Model S (1) Mokka (1) Motor do Ano 2010 (1) NMC (1) NS4 (1) NSX (1) New Beetle (1) Nexon (1) Notícias (1) Nuccio (1) Oldsmobile (1) Pacifica (1) Pajero (1) Picape do Ano 2010 (1) Picape do Ano 2011 (1) Picape do Ano 2013 (1) Picape do Ano 2014 (1) Picape do Ano 2015 (1) Picape do Ano 2016 (1) Picape do Ano 2017 (1) Picape do Ano 2018 (1) Pininfarina (1) Ponto a Ponto (1) Proace (1) Prêmio (1) Pulsar (1) Q2 (1) Qoros 2 (1) Qoros 3 (1) RX (1) RX7 (1) Raridade (1) Rolls-Royce (1) Romi (1) Romi Isetta (1) S18 (1) S90 (1) SL (1) SLK (1) SP2 (1) SVX (1) SX4 (1) SXC (1) Scirocco (1) Scudo (1) Scénic (1) Smart (1) Smart forfour (1) Sonata (1) Spin (1) Ssangyong (1) Subaru (1) Sunny (1) Série 6 (1) Série 7 (1) T40 (1) T8 (1) Talisman (1) Tata (1) Tempra (1) Tempra Pick-up (1) Tesla (1) Teste de Consumo (1) Tigra (1) Tiida (1) Toledo (1) Toronado (1) Tourneo (1) Toyota Corolla (1) Trailblazer (1) Trax (1) Urus (1) Utilitário do Ano 2012 (1) V60 (1) Vale a Pena? (1) Vario (1) Vedette (1) Veraneio (1) Versailles (1) Vezel (1) Viaggio (1) Vision C (1) Vito (1) Volkswagen GOLF (1) Volkswagen Gol Comfortline 1.0 (1) Vídeos (1) Wrangler (1) X-ChangE (1) X2 (1) XC60 (1) XF (1) XIV-2 (1) Yamaha XT 600Z Ténéré (1) Yamaha YBR 250 Fazer (1) Z4 (1) Zest (1) Zoe (1) ix35 (1) recall (1)